#WeAre fornecedor de Public Cloud com base em OpenStack em grande escala

A utilização de OpenStack não para de se expandir. Ela constitui atualmente um dos maiores projetos de open source, tanto pelo volume de contribuições como pelo objetivo perseguido: oferecer um conjunto de ferramentas para implementar e explorar infraestruturas Cloud. A OVH começou a explorar OpenStack em 2012, ou seja, 2 anos após o lançamento da tecnologia. Líder na Europa no ramo do alojamento, número 3 a escala mundial, a OVH é hoje um dos maiores operadores de OpenStack na categoria de fornecedor de Public Cloud. Um caso de utilização minoritária dentro da comunidade, uma vez que a maior parte dos utilizadores adota a tecnologia para a criação de cloud "on premise".

#WeAre menbro da fundação OpenStack

Em 2014 a OVH tornou-se membro da fundação OpenStack com o objetivo de partilhar a sua experiência, principalmente em relação às problemáticas de alta disponibilidade, de isolação de recursos e de escalabilidade, que contam entre as principais preocupações da comunidade.

#WeAre « Infrastructure Donor »

No final de 2015 a OVH aportou o seu apoio ao projeto sob a forma de disponibilização de recursos Cloud, que alimentam uma ferramentas crucial da comunidade: o seu sistema de integração continua. Uma parte importante dos 30 000 "jobs" iniciados cada dia nesse sistema, para compilar e testar os patches de milhares de contribuidores é, portanto, efetuado dentro dos datacenters da OVH... e em instâncias OpenStack! uma utilização que constitui um verdadeiro caso de estudo para o Public Cloud da OVH.com, especificamente concebido para responder a fortes solicitações em modo « on demand ».

#WeAre orgulhosos por poder anunciar

80
petabytes

de dados físicos são alojados graças a Swift

100 000
instâncias ativas

contabilizadas em Setembro 2016

5 000 000
instâncias colocadas em execuçao

No mês de Setembro 2016





#WeAre apaixonados por OpenStack desde 2012




2012: a OVH procura uma solução de armazenamento escalável

No final de 2011 a OVH lançou hubiC, uma solução de armazenamento online que obteve um enorme sucesso. Os 130 000 utilizadores que foram seduzidos no primeiro ano e colocaram na infraestrutura mais de 40 Tb de dados a cada semana, colocaram a infraestrutura sob uma dura prova e revelaram a falta de escalabilidade das solução técnica inicialmente escolhida. É neste contexto que as equipas da OVH se interessaram pela primeira vez por OpenStack e, em particular, pela parte do projeto dedicada ao armazenamento: OpenStack Swift. É com base nesta tecnologia que o serviço hubiC, que conta com mais de 800 000 utilizadores, funciona atualmente

2014 : instâncias de alta performance "on demand"

Em 2013, a OVH continua a explorar as diferentes facetas do projeto OpenStack para responder a necessidades internas e, depois, para construir a sua primeira oferta de Public Cloud. A partir de 2014, a OVH propunha dentro do seu "Innovation Lab", as primeiras instâncias on demand. Instâncias de alta performance, administráveis, à escolham dentro de um espaço Cliente de simples utilização, através da interface Horizon ou aind através das API OVH e OpenStack.

2015 : crescimento exponencial da infraestrutura OpenStack

A oferta Public Cloud da OVH, que se distingue pela garantia do «no noisy neighbour» (recursos dedicados) bem com pela faturação simples e transparente (sem custos escondidos) encontrou um enorme sucesso em 2015, o que conduziu as nossas equipas a trabalhar no crescimento da infraestrutura subjacente e a adaptar certos aspetos do funcionamento de OpenStack. O tráfego norte-sul de Neutron foi, por exemplo, deportado para os Hypervisors e os engenheiros da OVH trabalharam na paralelização dos "schedulers" Nova para responder às forets solicitações geradas pelo arranque simultâneo de varias centenas de instâncias.

2016 : foco na inovação

Hoje em dia, as equipas da OVH concentram-se no enriquecimento da oferta Public Cloud baseada em OpenStack. Este trabalho articula-se em torno de 3 eixos principais: a integração de novas funcionalidades de OpenStack, à medida da necessidade e da sua disponibilização, a integração de OpenStack no ecossistema da OVH e a edição de funcionalidades inéditas, como por exemplo vRack, utilizado como suporte para Neutron para estender as redes privadas entres vários datacenters, repartidas em diferentes regiões geográficas.

A nossa visão e integração de OpenStack

A OVH democratiza a utilização de PpenStack

A experiência de utilização (UX) é uma das preocupações principais dos programadores da interface de gestão Public Cloud. O seu objetivo: facilitar a "pilotagem" das instâncias e do armazenamento OpenStack a utilizadores não acostumados com serviços de Cloud Computing.

Saber mais sobre a tecnologia OpenStack

Os serviços OpenStack em breve integrados no serviço vRack da OVH

As funcionalidades mais interessantes propostas pela OVH consistem em estender as redes privadas entres as instâncias OpenStack alojadas em diferentes zonas geográficas. Graças ao serviço vRack, as instâncias podem assim comunicar entre elas de maneira privadas de um lado ao outro do Atlântico e isto, com uma latência inferior a 80ms. O vRack permitirá igualmente interligar as instâncias aos outros serviços da OVH para multiplicar os casos de utilização. O serviço Public Cloud da OVH é assim frequentemente utilizado em complemento das infraestruturas alojadas nos servidores dedicados ou em infraestruturas "on premise".

Encontre a OVH no Marketplace OpenStack

A OVH no evento OpenStack Summit em Austin

A OVH apresentou no OpenStack Summit em Austin o seu exemplo de utilização da tecnologia open source OpenStack. Utilizador ativo desde 2012 e contribuidor para a fundação em termos de infraestrutura, a OVH implementou em muito larga escala vários dos "tijolos tecnológicos" do projeto open source para fornecer instâncias (compute) e armazenamento (object storage) a pedido



OpenStack Summit

A equipa presente on site:

  • - Maxime Hurtrel (Lead UX) / @crazyman
  • - Adam Kijak (Devop PL) / @AdamAtOvh
  • - Slawomir Kaplonski (Devop PL) / @slaweq
  • - Romain Le Disez (Devop FR)
  • - Jean-Daniel Bonnetot (Technical Evangelist FR) / @pilgrimstack