Revisão dos datacenters 2019, segunda fase: Gravelines, França, Europa Ocidental

A nossa digressão segue para norte! Prosseguimos o controlo das nossas infraestruturas, desta vez no datacenter de Gravelines (GRA). A apenas 60 quilómetros da sede, trata-se de uma das mais importantes equipas da Business Unit Industry, com 60 colaboradores, divididos por várias equipas técnicas que garantem uma presença no local 24 horas por dia, 365 dias por ano.

A equipa dos datacenters de Gravelines

A equipa dos datacenters de Gravelines

Atualmente, os dois datacenters de Gravelines (GRA 1 e GRA 2) têm a capacidade de alojar mais de 85 mil servidores.

Com uma superfície total de mais de 9 hectares, dos quais 20 mil metros quadrados de instalações, a região de Gravelines continua em expansão. Para responder ao crescimento e à proteção crescente, a região ganhou este ano uma linha de alta tensão complementar. A sua potência elétrica atinge agora os 40 MW (ver fotografia abaixo).

Linha de alta tensão

Novas salas de servidores permitiram responder à fortíssima procura que esta região tem verificado. No coração da Europa, os datacenters GRA 1 e GRA 2 estão diretamente ligados a Paris, Londres e Bruxelas, o que possibilita latências muito boas com estas cidades, nas quais a exploração digital conhece um desenvolvimento exponencial.

Para assegurar a elevada disponibilidade de toda a região, cada alimentação elétrica, além de ser redundada, é auxiliada por inversores. Em paralelo, são sistematicamente instalados geradores, tal como se pode ver abaixo.

Grupo eletrógeno

Por outro lado, as equipas R&D da OVH continuam igualmente a inovar, nomeadamente no sentido de melhorar o desempenho energético dos datacenters. Neste contexto, Gravelines deverá dispor em breve de novos avanços tecnológicos, acerca dos quais teremos a oportunidade de falar. Fique atento...