Um endereço IP que pode ser migrado de um servidor para outro

Quando adquire um servidor dedicado na OVH tem a possibilidade de encomendar endereços IP adicionais (failover) para poder alojar os seus projetos, certificados SSL, etc. O IP failover pode ainda ser migrado de um servidor para outro em apenas alguns segundos. O seu alojamento via IP Failover funciona então sem interrupção, e permite fazer face a problemas de falhas no hardware, sobrecarga nas suas instalações e todos os problemas com a infraestrutura. Para beneficiar de toda a vantagem do IP failover, a configuração dos seus alojamentos pode ser efetuada no IP failover (e não no IP fixo do servidor).
Assim, se migrar o IP failover de um servidor para outro, fica com a configuração associada a este endereço IP failover. No entanto, cabe-lhe a si assegurar a cópia de todos os seus projetos e ficheiros de configuração de um servidor para o outro. Os ficheiros de configuração estando associados ao endereço IP, aquando da migração de um IP failover de um servidor para o outro, e tendo os mesmos dados e configurações no novo servidor, tudo ficará a funcionar no novo servidor. Não terá então de perder tempo a configurar todos os seus projetos com o IP fixo do seu novo servidor.

Mudança de servidor / Upgrade de servidor

Os seus projectos estão alojados no seu servidor dedicado A (IP fixo A) e configurados com o IP fail-over Z.


IP FailOver no caso de uma mudança de servidor dedicado

Se o seu servidor A deixou de ser suficientemente potente para alojar os seus projetos, pode contratar um novo servidor, chamado na descrição "servidor B", que possui um IP fixo B.

IP FailOver no caso de uma mudança de servidor dedicado

Faça a cópia dos seus projetos e ficheiros de configuração do servidor A para o servidor B. Depois...

... transfira o encaminhamento (roteamento de rede) do IP fail-over Z do servidor A para o servidor B. Os dados dos seus projetos, bem como os ficheiros de configuração estando ligados ao IP fail-over (nas zonas DNS dos nomes de domínio ligados aos projetos, por exemplo), continuam a funcionar no servidor B, sem qualquer alteração nas configurações (nem DNS, nem APACHE, nem SMTP, nem POP3, nem MySQL ...).

Funcionamento no servidor principal e servidor de backup

Tem 2 servidores A e B, o servidor A é o seu servidor principal, o servidor B o seu servidor de "recurso".
Os seus projectos estão configurados no IP fail-over Z, encaminhado para o servidor A. Você assegura as cópias regulares dos seus projectos do servidor A para o servidor B

IP FailOver no caso de uma transferência em caso de avaria

IP FailOver no caso de uma transferência em caso de avaria

Quando tiver o seu servidor A avariado, transfere o encaminhamento do IP fail-over Z do servidor A para o servidor B. Tudo volta a funcionar no servidor B. Tem tempo para reparar o servidor A.

Quando o servidor A estiver reparado, copia os dados do servidor B para o servidor A, depois volta a transferir o encaminhamento do IP fail-over Z do servidor B para o servidor A. Tudo volta a funcionar no servidor A.

Esta configuração tem uma dupla vantagem pois:

  • guarda os dados alojados no seu servidor A
  • utiliza o servidor B em caso de avaria do servidor A

Alojamento de vários projetos

Se aloja muitos web sites, pode alojá-los no seu servidor A usando 2 IP fail-over. Uma parte dos sites está associada ao IP fail-over Y e outra parte ao IP fail-over Z.

IP FailOver no caso de uma subscrição com um servidor suplementar

Quando o seu servidor A deixar de ser suficientemente potente para alojar os sites dos IP fail-over Y e Z, pode contratar um novo servidor B, depois transferir apenas o encaminhamento IP fail-over Z para o servidor B. O servidor A, tendo deixado de alojar os sites do IP fail-over Y, já não estará sobrecarregado e funcionará corretamente.

IP FailOver no caso de uma subscrição com um servidor suplementar

Domaine applicable au Fail-Over

Vous pouvez basculer des IP depuis un serveur vers un autre serveur dans un même datacenter. Le basculement d'IP entre des datacenters différents est permis si les datacenters sont situés dans le même pays.