FAQ Public Cloud

Perguntas Frequentes

Questões comerciais


Qual é a diferença entre o Public Cloud e o Dedicated Cloud?

O Public Cloud propõe recursos e garantias constantes em infraestruturas partilhadas de alto desempenho, faturas de acordo com a utilização (à hora ou mensal) no contexto de uma utilização pontual e de uma atividade fortemente variável.

O Dedicated Cloud da OVH coloca à sua disposição recursos virtuais dedicados em infraestruturas totalmente dedicadas, com um grau de isolação suplementar. Esse serviço permite a criação de uma cloud híbrida e oferece um vasto leque de utilizações profissionais.

Qual é o procedimento para encomendar o serviço Public Cloud?

Tudo se faz dentro da Área de Cliente OVH. Não tem de efetuar encomendas no website. Com o seu ID de cliente e palavra-passe, poderá ativar os seus servidores Public Cloud de forma muito rápida. A faturação efetua-se posteriormente, em função da sua utilização.

Quais são os métodos de pagamento e o método de faturação do serviço Public Cloud?

Pode mobilizar os métodos de pagamento disponíveis em OVH: cartão de crédito, PayPal, transferência bancária. Ao ativar o serviço, deverá registar um método de pagamento. Os pagamentos por cheque estarão disponíveis em breve.

O consumo realizado a cada mês é faturado entre os dias 1 e 5 do mês seguinte. Em caso de faturação mensal, o pagamento da tarifa do próximo mês será faturado juntamente com os eventuais sobreconsumos do mês precedente (instâncias ou armazenamento de objetos). Em caso de alteração para uma faturação mensal durante o curso do mês, um débito pro rata é imediatamente efetuado.
Todas as instâncias são faturadas caso não tenham sido eliminadas na Área de Cliente OVH.

Como otimizar a faturação dos meus servidores Public Cloud?

A faturação conforme a utilização permite igualmente otimizar os seus custos se os seus projetos implicarem um consumo constante mensal. Beneficie de 50% de desconto, quer escolha a faturação mensal quando criar as suas instâncias, quer a altere mais tarde, durante a utilização.

Poderá acompanhar o consumo de forma mais precisa graças a projeções obtidas a partir do histórico dos seus consumos precedentes. Poderá igualmente escolher uma faturação dissociada por projeto, ou conjunto de servidores Public Cloud, que permitem uma eventual re-faturação dentro da sua empresa.

O Public Cloud fatura o tráfego de entrada e de saída das instâncias?

O tráfego público de entrada e o tráfego privado de entrada e de saída (vRack) são ilimitados e gratuitos em todas as regiões de Public Cloud.
O tráfego público de saída é gratuito e ilimitado, exceto nas regiões de Singapura (SGP) e Sydney (SYD), com um limite de 1024 GB/mês por projeto e por datacenter. Cada GB adicional será faturado 0,069 s/IVA/GB.

Qual é a vantagem do crédito cloud?

O crédito cloud está disponível para os utilizadores que desejam apenas pagar as suas faturas de um determinado projeto cloud. Ideal para os projetos em que a sua duração de vida é previsível, ou ainda para as organizações que desejam antecipar o seu pagamento.

Como a ativação de uma instância ou de um container, a aquisição de crédito cloud gera uma fatura. Depois de ter o seu projeto creditado, todas as próximas faturas associadas a esse projeto serão cobertas, com prioridade, pelo montante do crédito cloud disponível.

Como é faturado o tráfego das instâncias alojadas em Sydney ou Singapura?

Cada projeto Public Cloud inclui 1 TB (1024 GB) de tráfego de saída por datacenter (ou seja, 1 TB para Sydney e 1 TB para Singapura), renovado todos os meses. Cada GB adicional de tráfego de saída é faturado 0,069 s/IVA/GB.

Observação: todos os datacenters da OVH na Europa e na América do Norte beneficiam de um tráfego ilimitado, sem custos adicionais.

Projeto Cloud Datacenter Instâncias Utilização mensal do tráfego de saída
Projeto 1 SYD (Sydney) B2-30 800 GB
Projeto 1 SYD (Sydney) S1-2 400 GB
Projeto 1 SGP (Singapura) B2-7 1300 GB
Projeto 1 BHS (Canadá) R2-15 1500 GB

Projeto Cloud Datacenter Utilização do tráfego público de saída Incluído com o seu projeto Consumo adicional
Projeto 1 SYD (Sydney) 1200 GB 1024 GB 176 GB
Projeto 1 SGP (Singapura) 1300 GB 1024 GB 276 GB
Projeto 1 BHS (Canadá) 1500 GB ilimitado -

Como posso consultar o meu consumo de tráfego para as minhas instâncias alojadas em Sydney ou Singapura?

Na sua Área de Cliente OVH, na secção "Cloud" e ao selecionar o seu projeto, clique em "Gestão administrativa" e, a seguir, em "Consumo".

Poderá consultar o seu consumo em tráfego por projeto cloud e por datacenter. A informação apresentada pode demorar até três horas para refletir o seu consumo real.

Vou receber algum aviso quando o limite do tráfego incluído na minha solução Public Cloud para as minhas instâncias alojadas em Sydney e Singapura estiver prestes a ser ultrapassado?

Não. Não existe nenhum sistema de aviso para o consumo de tráfego.

Como é calculado o meu limite de tráfego quando utilizo instâncias em Sydney e/ou Singapura numa base horária?

Não há diferenças com o limite de tráfego, quer uma instância seja faturada numa base horária ou mensal. O cálculo é sempre feito com base no tráfego de saída total, por projeto cloud e por datacenter.

O meu limite de tráfego para Sydney e Singapura baseia-se no tráfego da rede pública e privada, ou apenas no tráfego público?

O tráfego na rede privada é gratuito e ilimitado. No entanto, a OVH reserva-se o direito de suspender as instâncias que tiverem um consumo excessivo nas redes privadas (mais de 75% da capacidade de rede durante 72 minutos nas últimas 24 horas).

O meu limite de tráfego para Sydney e Singapura baseia-se no tráfego de entrada ou de saída?

A faturação é calculada com base no tráfego público de saída que ultrapassar o limite de tráfego incluído. O tráfego de entrada não é faturado.

Existe alguma API que me permita monitorizar o meu consumo de dados (em Sydney e Singapura, por exemplo)?

Esta solução está a ser desenvolvida pela OVH.

Se não utilizar a totalidade do meu limite de tráfego incluído, este será acumulado para o mês seguinte?

Não. Todos os meses, o tráfego incluído é reposto para 1 TB por datacenter, independentemente do consumo do mês anterior.

Posso transferir o meu tráfego incluído de Sydney e Singapura para outras contas, projetos Public Cloud ou datacenters que fazem parte de um mesmo projeto?

Não, o limite de tráfego para Sydney e Singapura não pode ser transferido nem acumulado de um mês para o outro.

Questões Técnicas


Que desempenho de disco oferecem os servidores Public Cloud?

A OVH garante até 500 IOPS para as instâncias VPS e até 1000 IOPS para as instâncias CPU e RAM. Quanto aos discos adicionais, o seu nível de desempenho pode ir de 250 IOPS para as Classic e até 3000 IOPS para as High Speed.

Para testar o desempenho dos seus discos, consulte o nosso manual.

Quais são as velocidades da rede pública que a OVH propõe com os seus servidores?

A OVH garante uma largura de banda de 250 Mbps para a maioria das instâncias com recursos garantidos até 4 vCores, e 500 Mbps e não só. No que diz respeito às instâncias Sandbox, estas propõem uma largura de banda até 100 Mbps.

Qual é o melhor método de armazenamento de ficheiros no serviço Public Cloud?

A OVH propõe-lhe a utilização de Object Storage para depositar ou remover qualquer tipo de ficheiro. Um simples pedido http(s) a partir da Área de Cliente ou da API, e a transferência é iniciada. Paga apenas por GB de armazenamento e por GB de tráfego de saída ao preço mais baixo do mercado.

Como fazer evoluir as minhas instâncias no caso de ter necessidade de mais ou menos recursos?

A qualquer momento, pode decidir desativar uma instância Public Cloud e ativar outra mais adaptada à nova utilização, ou até decidir criar novas instâncias para adicionar às existentes. Não precisa de encomendar nada, nem cancelar nenhum contrato. Aceda à sua Área de Cliente, simplesmente. A funcionalidade de upgrade e de downgrade estará à disposição.

É possível personalizar os meus servidores Public Cloud?

Dispõe de um acesso root a cada servidor Public Cloud que ativar. Todas as instalações e configurações de softwares são também da sua responsabilidade. Quanto à configuração de hardware, pode escolher entre dez modelos de servidores Public Cloud. Também pode adicionar espaço de disco adicional e endereços IP geolocalizados a partir da sua Área de Cliente.

Ver funcionalidades

Quais os datacenters propostos na ativação do serviço Public Cloud?

Na Europa, os nossos datacenters franceses de Estrasburgo e Gravelines funcionam todos para alojar os seus servidores Public Cloud. Os datacenters de Londres, Frankfurt e Varsóvia permitem também abranger o resto do território europeu. O nosso datacenter de Beauharnois no Canadá permite abranger a zona norte americana e, finalmente, os datacenters de Sydney e Singapura também recebem os serviços Public Cloud.

Como administrar os meus servidores Public Cloud?

A Área de Cliente permite-lhe ativar e configurar as suas instâncias, mas também controlá-los através de uma chave SSH que poderá criar. Tem também acesso à API OVH e à API OpenStack Horizon para gerir e automatizar as suas ações.

Poderá igualmente gerir múltiplos projetos com base em servidores Public Cloud delegando permissões de acesso de acordo com o perfil dos utilizadores (administrador, técnico, cliente, etc.). Beneficia igualmente de funcionalidades de supervisão, de reboot ou modo "rescue", diretamente a partir da sua Área de Cliente OVH.

É possível efetuar cópias de segurança dos meus servidores Public Cloud?

Pode efetuar, quando desejar e de forma ilimitada, imagens (ou snapshots) das suas instâncias.

Qual é o nível de SLA garantido no serviço Public Cloud?

O Public Cloud compromete-se a garantir um nível de serviço de 99,999% no conjunto de recursos disponíveis (compute, armazenamento, rede). Em caso de perda de conetividade constatada pelo suporte (não relacionada com uma manutenção planeada), é atribuída uma indemnização de 0,5% por minuto de indisponibilidade (na proporção de 100% do seu consumo do mês correspondente).

Podem ser instaladas licenças Windows nos servidores Public Cloud?

Sim, pode escolher iniciar uma instância Windows a partir da sua Área de Cliente OVH, ou instalar a imagem Windows à sua escolha na sua interface Horizon. Não haverá qualquer custo adicional para aceder à distribuição e à licença.

Para tornar mais simples a consulta das nossas instâncias Windows, a diferença de preços com as instâncias Linux pode ser consultada na nossa página do produto, com um simples clique no botão "Faça a sua escolha".

O limite de IOps dos volumes é geral da instância ou específico de cada volume?

Cada volume tem a sua própria limitação em termos de IOps. Além disso, existe um limite global do "flavor" (diferente conforme os tamanhos) que são válidos para a acumulação dos IOps da instância.

Posso configurar os "security groups" através da Área de Cliente?

Não, os "security groups" apenas podem ser configurados através do GUI OpenStack (Horizon) e em linha de comando.

Posso, de forma dinâmica, aumentar o tamanho de um volume continuando a escrever no disco?

Não, um volume tem de ser dissociado antes de o poder aumentar.

Existe um número máximo de volumes adicionais que podemos associar a cada instância?

Sim, o limite é de 26 volumes adicionais.

O redimensionamento de uma instância pode ser efetuado a quente para CPU/RAM?

Não, uma alteração ao "flavor" requer um reboot do servidor.

É possível adicionar um volume SSD local a uma instância?

Não, os volumes adicionais são necessariamente volumes Ceph distantes.

Posso montar um volume adicional em vários servidores ao mesmo tempo?

Não, esta funcionalidade está em curso de desenvolvimento no OpenStack e será disponibilizada nas próximas versões.

Como obter ajuda para a instalação e configuração?

Pode contactar o suporte da OVH através da criação de um ticket a partir da sua Área de Cliente, clicando em "Suporte" e depois em "Novo pedido de Assistência". Pode aumentar a criticidade do seu pedido marcando uma opção específica do formulário. As nossas equipas estão à sua disposição de segunda a sexta-feira, das 9h00 às 18h00 (hora de Lisboa).